12 abril 2012

Síndrome de Pinscher

Sei muito pouco sobre o mundo canino. Conheço o basicão (sem trocadilhos), o que qualquer criança quando aprender a falar sabe. Raças? Só as mais conhecidas, aquelas mais populares, que vemos diariamente nos quintais das casas. Mas há uma que merece uma breve reflexão aqui neste espaço.

O Pinscher (descobri que na verdade é Mini Pinscher) geralmente é um cão de porte bem pequeno e magro, de latido esganiçado e incansável, que perturba quem estiver por perto, parecendo ser destemido, valente, uma verdadeira fera. Porém basta você se aproximar dele, bater o pé a quilômetros de distância  para ele se calar, fugir igual a um desvairado e se refugiar na sua casinha, até sentir que tudo está seguro e mais calmo, para depois voltar a latir. Ou então, para que ele interrompa aquele ganido ensurdecedor, chegue pertinho dele, bem de leve, e dê um ossinho que tudo estará resolvido, até você virar as costas e começar tudo novamente.   

Mas e aí? O que isso tem a ver com o futebol? Explico

Torcedor do time do Carianos sofre dessa síndrome de Pinscher. Se comporta exatamente igual: arrotam aos sete ventos esquemas fraudulentos dos adversários com federações e arbitragem nas competições disputadas, apontando provas irrefutáveis sobre essas mutretas, afirmam com veemência que há sempre favorecimento do Figueirense em tudo, a imprensa manipula tudo e creditam quaisquer resultados adversos a uma forte e perpétua conspiração que visa sempre enfraquecê-los ou derrubá-los. E esse lenga-lenga todo se arrasta por anos, atravessando gerações, ensinamentos que passam de pai pra filho, quase hereditário.

E já que os fatos e as provas são incontestáveis, por que não levar isso a diante? Por que não se mobilizam e procuram a justiça com o intuito de desmascarar toda essa corja fétida e asquerosa que atua de forma corrupta e escancarada no futebol? Estão sendo prejudicados há anos, são os paladinos da moralidade e dos bons costumes e há torcedores influentes no meio para auxiliar e coordenar a causa. Deixarão assim, barato? Essa impunidade permanecerá até quando? Se o que não falta são argumentos para provar isso tudo, por que se calam na hora da verdade? Por que não agem ao invés de ficar apenas latindo por aí suas teorias conspiratórias a vida inteira, incessantemente e sem objetivo algum (a não ser encher o ouvido dos outros)? Corram atrás dos seus direitos. Afinal, se a maior torcida de Santa Catarina não tem voz nem dentro de seu município e/ou estado, terá onde mais?

Vale ressaltar que quando eles conquistam alguma coisa, toda essa máfia inescrupulosa para de atuar, já que não conseguem medir forças contra o poderio bélico azulino ou então a estratégia da gambiarra do momento não deu certo e o tiro saiu pela culatra (e é nesse momento que eles ficam caladinhos e se refugiam na casinha).    

E a síndrome de Pinscher é tão inerente aos azulinos, que acontece até com eles mesmos. Querem por que querem a cabeça do mandatário do clube. "Organizam" manifestações, protestos, surgem revolucionários e salvadores da pátria aos montes. Contudo é só alguém bater o pé (fazer uma promoçãozinha aqui, uma doaçãozinha de ingressos ali) e pronto. Todos voltam a ficar caladinhos, esperando a próxima oportunidade para se rebelar a começar a latir novamente. Ciclo vicioso!

E fica muito claro que todas essas bravatas não passam daquelas desculpas esfarrapadas para justificar insucessos e fracassos dentro e fora de campo, de um clube que coleciona casos bizarros e pitorescos no futebol. É muito comodo e conveniente jogar na conta dos outros as inúmeras atitudes medíocres, amadoras e grotescas de seus dirigentes. Pra puxar o tapete de alguém ou desmascarar alguma coisa, há sempre uma brecha, só falta vontade. Por que não fazem? Pra mim, sempre serão Pinscher. Alguns até misturados: com russos, outros italianos e vários guaipecas. Mas sempre Pinschers.


5 comentários:

Anônimo disse...

Ja tem gente do oriente por la, imagina este cãozinho miturado ao Kimono oriental, kkkkkk

Jbmartins-Contra o Golpe disse...

Para termos chance de sermos Campeões,

A Direção não deve liberar mais ingressos que o de lei.

A Torcida Alvinegra ate aos 46 do segundo tempo tem que apoiar, sem vaiar por qualquer lance, tem que haver um trabalho entre nos torcedores.

O Time e Branco tem que evitar os microfones, o Bavai esta ganhando só com motivação do Hemerson, eles estão voando em campo por que estão motivados ao prato de comida.

O Branco que treine o time e escale o time certo, se precisar modifique posições, reveja o erros cometidos e cobre.

Anônimo disse...

É hora de fazer uma faxina geral no Furacão para Série A...

Contratar urgente, 2 Zagueiros, 2 Laterais, 1 Volante (no lugar o Tulio), 1 Meia (a la Maicon) e 2 Atacantes (tirar as farsas).

Fora Branco, o medroso, e Julio Cesar e Aloísio, os pipoqueiros mestres.

Ricardo disse...

Muitos aqui podem contestar se gostaram ou não mas, o téc. Branco ganhou os 2 turnos e com um diferença de saldo de gols astronomica ai dão o prêmio de melhor técnico o Hermson Maria?

Piada né RBS!

Torcedor do Figueirense deveria era começar um boicote GERAL aos veiculos da RBS-Azurra. Os dois gols roubados em chapecó ninguém comentou até agora e olha que a federação de árbitros declarou que os gols foram ilegais.

TORCEDOR ALVINEGRO VAMOS COMEÇAR UMA CAMPANHA E JÁ: NÃO OUVIR CBN, NÃO ASSISTIR TVCOM NEM COMPRAR DC. Ai eles vão parar de manipular a mídia contra nós.

Ursão Floripa disse...

ALÔ DIRETORIA DO FIGUEIRENSE: O FALCÃO ACABA DE SER DEMITIDO DO BAHIA. ELE DEU UM TITULO AO BAHIA QUE A 11 ANOS NÃO GANHAVA NADA. Ele foi demitido porque pedeu 4 jogos apenas - ou seja: não querem mais pagar ele! Vamos trazer um técnico sério.