09 agosto 2009

Não entendi

Não entendi qual foi a de Roberto Fernandes hoje a tarde. Escancarou o que ele próprio havia consertado. Uma defesa mal postada, as ligações diretas voltaram a ser a principal "estratégia" de ataque, o buraco no meio campo ficou mais aberto ainda. Uma bagunça tática inexplicável.
Julgava o treinador do Figueirense como um bom técnico. Acreditava que com as evidentes lambanças (pra não usar um termo chulo) criadas por seus esquemas táticos mirabolantes, os erros iriam ser corrigidos e as engrenagens voltariam a funcionar perfeitamente. Não vejo demérito nenhum em reconhecer os erros. Pelo contrário, é um ato de superioridade. Cansei de defendê-lo. Tinha a certeza de que ele iria enxergar o simples e parar de tentar o impossível. Não foi o que aconteceu. Decepcionante.
Uma coisa é ter convicção. Outra totalmente diferente é ser teimoso. E é esta teimosia que irrita a todos. 4-4-2? Alê? Jairo? Sinceramente não entendi o que ele queria quando colocou Douglas no lugar de Egídio. Se João Filipe tinha condições de jogo, por quê não inicar no 3-5-2 e repetir o esquema como nos jogos em que vencemos jogando bem?
Paciência tem limite. Penso que ciclo dele encerrou no Orlando Scarpelli. Se ficar, precisa ser humilde e reconhecer que seus esquemas e suas propostas de jogo fracassaram e corrigí-las totalmente. Outro fator que não é permetido deixar passar batido: FALTAM CONTRATAÇÕES! A intervenção da diretoria é imprescindível neste momento. Precisamos de mais 3 jogadores: um lateral-direito, um meia de criação e um atacante de área.
*Avaliação do Figueirense*
Wilson: Esteve bem na partda. Não teve culpa no gol. Fez algumas defesas importantes. Nota 8.5
Lucas: Esteve um pouco apagado. Poderia ter rendido mais. Nota 7.5
Régis: Sua pior atuação com a camisa do Figueirense. Errou muitos lances bobos. Irreconhecível. Nota 6
Toninho: Tranquilo como sempre. Fez muito bem seu papel. Nota 8
Egídio: Não entendi sua substituição. Não foi brilhante, mas vinha fazendo uma atuação razoável Nota 7
Carlinhos: Fez um partida técnica. Ajudou bastante na marcação. Nota 8
Alê: Vê-lo como cobrador de faltas e escanteios foi de chorar. Decepção. Acreditava mais no seu futebol. Nota 6
Fernandes: Acertou uma bola na trave. Muito pouco acionado. Não comprometeu. Nota 7.5
Jairo: Sem rumo e sem direção, correndo para aonde o vento levar. Esta frase resume bem sua atuação hoje. Nota 5
Rafael Coelho: Precisa parar com as firulas sem objetividade no meio. Fazer o simples em certos momentos é fundamental. Poucas bolas chegaram nele, mas quando acionado, levou perigo. Nota 7.5
Marcelo: Não aproveitou sua oportunidade. Sumido no jogo. Nota 6
João Filipe: Um dos melhores na partida hoje. Jogou com seriedade. Mostrou segurança. Deveria ter iniciado a partida. Nota 8
Paulo Sérgio: Fez tanto quanto Marcelo. Não acrescentou nada. Nota 6
Douglas: Pouco tempo para avaliar. Sem nota.
Roberto Fernandes: Uma lástima. Errou tudo o que poderia ter errado. Escalou mal e mexeu pior ainda. Está de hora de rever seus conceitos. Nota 3
A luz amarela foi ligada. Há tempo de corrigir tudo o que vem sendo feito de errado taticamente. Precisamos de reforços para ajudar neste processo. Ainda acredito no acesso, pois tenho a certeza de que se as peças forem colocadas de forma correta iremos subir. O Figueirense vem perdendo para si mesmo. É preciso mudar agora alguns aspectos, antes que seja tarde demais.

Um comentário:

jbmartins disse...

Time perdido, uma coisa eu percebo ja demorou muito para o time pegar ritmo, entrosamento, esquema tatico, e mais, ninguem consegue bater uma falta certa, não se bate um escanteio certo, isto é trabalho de quem......Fora Roberto Fernandes.