29 agosto 2009

Agora faltam 33 pontos para voltar

Um clima tenso, carregado de dúvidas, incertezas, descontentamento e desconfiança. Esse foi o ambiente da partida de ontem a noite contra o atual lanterna da Série B. Certamente foi um jogo atípico. As organizadas se recusaram a entar no estádio em forma de protesto. Os tambores e bumbos estavam calados. Era possível ouvir alguns dialogos entre os jogadores. O silêncio era quebrado quando os torcedores tentavam, de forma tímida, cantar músicas de incentivo ou por vaias.

E com todas as adversidades possíveis e imagináveis, sem dúvida, acabaram refletidas em campo. Era nítido ver o nervosismo e o descontrole dos atletas, inclusive os mais experientes. A maior prova disso foi o tranquilo Fernandes levar o terceiro amarelo por ter acertado uma botinada no jogador do time potiguar.

Se o futebol apresentado até agora não foi convicente para o torcedor, a magra e sofrida vitória contra o ABC serviu para piorar as espectativas. Por mais impressionante que seja, o Figueirense esteve muito abaixo do que vinha jogando. Gols inacreditavelmente perdidos, um festival de passes errados e falta de criativadade resumem um pouco do que foi visto no Orlando Scarpelli. Vale lembrar que, novamente, Roberto Fernandes tinha quase um time inteiro de desfalques e o entrosamento e ritmo de jogo para os substitutos conta muito nessa hora.

Ninguém gostou ou ficou satisfeito com o Figueirense ontem. O que valeu mesmo foram os 3 pontos que deixaram o alvinegro vivo na competição. Agora é pegar a Lusa em São Paulo e voltar para Florianópolis com pelo menos 1 pontinho na bagagem. O mês de setembro será decisivo para as pretensões de voltar a Série A.
Volto a afirmar o que escrevo em todo post: Mesmo com todas essas dificuldades, voltaremos!

Um comentário:

xdaquestão disse...

ESTOU AGORA VENDO A NOTICIA DE QUE O SR R FERNANDES SAIU, EU SO TENHO A DIZER SAI SAI INHACA, SAI INHACA, E SJA FOI ANUCIADO O NOVO TECNICO É MARCIO ARAUJO.